Como é essa análise técnica

Melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • BINOMO
    BINOMO

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • FINMAX
    FINMAX

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

Guia da Análise Técnica 2020: saiba como operar

O primeiro passo para entender a análise técnica e saber como aplicar essa ferramenta aos seus investimentos, é conhecer um pouco sobre as oscilações de preço na bolsa de valores.

A análise técnica é uma poderosa ferramenta para investidores que procuram oportunidades de aplicação no curto prazo. Também conhecida como análise gráfica de ações, esse método consiste na revisão de gráficos, buscando identificar tendências.

Você certamente já ouviu sobre essa ferramenta, sobretudo por ela ser uma das maneiras mais eficazes e populares para operar no day trade e em outras estratégias de curto prazo.

No entanto, realizar essa análise técnica gera inúmeras dúvidas entre alguns investidores. Pensando nisso, criamos esse artigo para tirar dúvidas que possam surgir sobre o assunto. A seguir, você vai encontrar tudo que precisa para entender mais sobre análise técnica.

Nesse artigo, você vai aprender sobre:

  • O que é uma análise técnica (gráfica)?
  • Entenda o que faz uma ação subir ou descer
  • Qual a diferença de análise técnica e análise fundamentalista
  • Como funciona o day trade com análise técnica?
  • Figuras básicas da análise técnica
  • Diferença entre tape reading e análise técnica

O que é uma análise técnica (gráfica)?

Entenda melhor o conceito de análise técnica.

Análise técnica é uma ferramenta utilizada como suporte à estratégias de investimentos. Mais especificamente, ela consiste na busca por previsões de oscilações no preço de uma ação, através da análise dos gráficos de sua atividade passada.

Em resumo, o investidor que realiza a análise técnica, investiga os gráficos de performance, com o intuito de identificar padrões que permitam maior previsibilidade nas variações dos resultados.

A análise técnica se baseia no preço do ativo. Em outras palavras, é levado em consideração o equilíbrio entre oferta e demanda. Isso faz com que esse tipo de análise seja útil em qualquer mercado.

Essa metodologia tem origem na Teoria de Dow, criada há mais de 100 anos, pelo colunista Charles Dow, do Wall Street Journal. Os estudos de Dow tratavam sobre a repetição das movimentações históricas dos preços.

Melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • BINOMO
    BINOMO

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • FINMAX
    FINMAX

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

Essa é uma ferramenta apropriada para prever o aumento, queda ou estabilidade no preço de ações. Com isso, investidores têm a chance de identificar as melhores oportunidades dentro de períodos de tempo específicos, como dias, semanas ou até mesmo minutos.

Entenda o que faz uma ação subir ou descer

Conheça as variáveis que impactam no preço dos ativos.

O primeiro passo para entender a análise técnica e saber como aplicar essa ferramenta aos seus investimentos, é conhecer um pouco sobre as oscilações de preço na bolsa de valores. É essencial identificar fatores que elevem ou derrubem os preços das ações.

Por outro lado, também é importante lembrar que o mercado de ações é um ecossistema bastante complexo. Portanto, não é possível prever com exatidão como os ativos e índices irão se comportar.

Seja como for, existem alguns fatores fáceis de identificar, que interagem frequentemente com os preços das ações.

A seguir, você conhece algumas das principais variáveis.

Oferta e demanda

Você já ouviu falar ou estudou sobre a dinâmica de oferta e demanda?

Certamente você já deve ter encontrado esse conceito, que diz que quanto maior é uma demanda em relação à oferta, maior será seu preço.

Em suma, se muitos investidores querem comprar ações de uma empresa, esse papel se valoriza.

Para entender um pouco melhor, é importante ressaltar que as ações de uma empresa são limitadas. Portanto, sempre haverá um mesmo número de papéis e lotes. Destacamos esse fato, pois a lei de oferta e demanda funciona apenas com recursos limitados.

Notícias

Acontecimentos políticos, econômicos e sociais podem impactar no preço das ações. Principalmente se considerar a maneira como esses fatos são noticiados.

Isso acontece por estamos tratando de um mercado especulativo. Imagine, por exemplo, que investidores se sintam inseguros ao investir em uma empresa envolvida em um escândalo relacionado a fraudes.

É possível que a demanda por ações dessa empresa caia, baixando também seu valor, de acordo com o fator da oferta e demanda, explicado no último tópico.

Eventualmente, notícias que apontam problemas de gestão, fraudes fiscais e corrupção, além de outros fatores negativos, fazem com que o preço das ações caia.

Mercado

Constantemente, diferentes setores da economia passam por ciclos de crescimento. Esses ciclos normalmente seguem padrões relativamente previsíveis, como é o caso do mercado imobiliário e de commodities.

Assim sendo, é possível analisar esses padrões e identificar quando será um bom momento para investir no mercado em questão.

Qual a diferença de análise técnica e análise fundamentalista

Descubra porque essas são ferramentas distintas.

É muito comum entre investidores iniciantes a dificuldade em diferenciar análise técnica e análise fundamentalista.

São análises comuns no mercado financeiro e, frequentemente, surgem dúvidas sobre qual é a melhor metodologia, por exemplo.

A verdade é que essas são estratégias muito distintas. Nenhuma é melhor que a outra: elas simplesmente são aplicadas em situações diferentes.

A análise técnica, como falamos anteriormente, utiliza gráficos que representam a oscilação de preços das ações. O objetivo do analista é identificar padrões, que podem apontar oportunidades de investimento de curto prazo.

Por outro lado, a análise fundamentalista engloba variáveis qualitativas, além de analisar os preços dos ativos. É uma ferramenta utilizada para determinar o potencial de ativos no longo prazo.

Em resumo, o analista busca entender as dinâmicas da empresa, qualidade da gestão e a competitividade do negócio em seu mercado. Nesse caso, o objetivo passa a ser a identificação de ações subvalorizadas ou com potencial de gerar bons dividendos.

Como funciona o day trade com análise técnica?

Compreenda o papel da análise técnica no day trade.

O day trade é uma estratégia de investimento que consiste na venda de ativos comprados no mesmo dia. Seu objetivo é realizar várias operações de curto prazo e obter lucro através de pequenas oscilações.

Essa é uma tática que envolve bastante risco e exige experiência do investidor. Como as operações acontecem muito rapidamente, há pouco espaço para erros.

Por isso é tão importante utilizar ferramentas que ajudem a determinar quais ativos irão valorizar até o final do período.

É aí que a análise técnica cumpre seu papel. Como a metodologia utiliza apenas os gráficos de preço, ela é considerada uma ferramenta rápida e dinâmica, ideal para quem está operando no curtíssimo prazo.

O que é candle? Aprenda a ler

Candle, ou candlestick, é um método de representação nos gráficos utilizados no mercado de ações. É utilizado para identificar momentos importantes de compra e venda.

Candle é a palavra em inglês para “vela”. O gráfico leva esse nome pois seu formato é de uma barra vertical, uma sombra superior e uma sombra inferior, similar à uma vela.

Através da análise técnica nas candles do gráfico, é possível identificar se o ativo está desvalorizando (ou seja, um bom momento para a compra).

Além disso, o investidor também poderá entender qual o melhor momento para a venda e se ainda há potencial de alta para aquele título.

Para interpretar o candle, é fundamental entender os elementos que o compõe.

Período

Nesse tipo de gráfico, cada candle representa o que aconteceu com o preço de uma ação em um determinado período.

Formato

O formato do candle será determinado por quatro valores atingidos pelo preço da ação durante o período escolhido. São eles:

  • preço de abertura;
  • preço de fechamento;
  • valor mínimo;
  • valor máximo.

Esses valores darão forma aos elementos do candle:

  • fechamento e abertura: formato do corpo;
  • mínimos e máximos do período: sombras no gráfico.

Cor

Finalmente, a cor de um candle também é muito importante, pois é ela que indica se o candlestick representa uma alta ou baixa.

Se o preço de fechamento ficou abaixo ao de abertura, significa que o valor do ativo caiu naquele período e o candlestick será de baixa. Dessa forma, será representado pela cor vermelha ou, em mídias em preto e branco, será da cor preta.

Por outro lado, se o preço de fechamento for maior que o de abertura, o candlestick representa uma alta. Esse movimento será indicado pela cor verde, no caso de mídias que não trazem cores, será da cor branca.

Como avaliar as ações de uma empresa

Na análise técnica, as ações de uma empresa serão avaliadas pelo seu preço pois, em operações de curto prazo, esse é o aspecto mais importante.

O investidor, nesse caso, pretende comprar os ativos desvalorizados e vendê-los ao

identificar a melhor oportunidade de lucro. No day trade, por exemplo, o objetivo é vender os ativos na maior valorização do dia.

Como identificar tendências

Para identificar tendências com a análise técnica, é preciso entender as diferentes fases do mercado.

Segundo as teorias de Dow, deve-se levar em conta:

Fases do mercado em alta

As fases que identificam os movimentos de alta no mercado são:

  1. Acumulação: Quando investidores preparados e experientes percebem as mudanças e tendências de recuperação no mercado.
  2. Participação Pública: Investidores no geral já percebem que o pior momento já passou e o mercado passa a assimilar os fatores positivos. Aqui, há uma aceleração no movimento de subida.
  3. Euforia: Os participantes do mercado estão seguros de seus lucros. Essa fase é marcada por grandes altas. Esse é o momento onde investidores experientes, que aplicaram no começo do ciclo, recolherão seus lucros.

Fases do mercado em baixa

O mercado é caracterizado por movimentos cíclicos de alta e baixa. A seguir, quais as fases que identificam a queda:

  1. Distribuição: os investidores mais qualificados vendem os ativos, ao perceberem que os ativos chegaram ao seu potencial máximo.
  2. Liquidação: o público geral começa a vender suas ações. Nesse ponto, o mercado cai fortemente.
  3. Desaceleração: com ativos muito desvalorizados, a pressão vendedora se dissipa. Dessa forma, passa a existir espaço para que o mercado se estabilize e uma nova alta comece a surgir.

O que é topo e suporte na análise gráfica

Em resumo, os topos são os pontos extremos de subida nos gráficos utilizados na análise gráfica. Esse é, portanto, o ponto mais alto de um movimento de alta, que antecede a baixa.

Um ponto de suporte, por sua vez, se refere a área do gráfico que está abaixo do mercado. Nesse momento, o interesse na compra do ativo é forte o suficiente para superar uma pressão vendedora.

Dessa maneira, o suporte indica o momento em que uma ação pode voltar a subir.

Figuras básicas da análise técnica

Conheça a análise técnica mais a fundo.

Ao entender os termos básicos da análise técnica, é hora de aprender mais sobre as figuras gráficas utilizadas nela.

Teoricamente, essas figuras são dividas em duas categorias: as de continuidade e reversão.

Figuras de Continuidade

Esses são pontos no gráfico que indicam um “descanso” na oscilação do preço. Por exemplo:

Retângulo: formado por candles que não indicam tendências específicas, também conhecidos como “caixotes”.

Exemplo de retângulo.

Bandeiras: São formadas por um mastro e uma área de formação lateral. Veja no exemplo:

Exemplo de Bandeira

Figuras de Reversão

Esses são os momentos onde podemos identificar a tendência de mudança do preço das ações. Veja alguns exemplos das figuras:

Ombro – Cabeça – Ombro: Esse é um clássico padrão que indica tendência de alta. Normalmente, é possível interligar os fundos da figura com uma reta, conhecida como linha do pescoço.

Exemplo de Ombro – Cabeça – Ombro (OCO)

Em contrapartida, o ombro-cabeça-ombro invertido ocorre nos topos, e representa tendência de baixa:

Exemplo de Ombro – Cabeça – Ombro Invertido (OCOI)

Topo Duplo e Fundo Duplo: Como o nome sugere, esse padrão é identificado quando os ativos alcançam valores similares de topo e fundo, em duas ocasiões diferentes.

Da mesma forma que os padrões anteriores, esses movimentos indicam tendência de reversão, isto é, topos duplos indicam tendência de baixa e fundos duplos, de alta.

Exemplo de topo duplo.

Exemplo de fundo duplo.

Diferença entre tape reading e análise técnica

Entenda as distinções entre as duas ferramentas.

Tanto o tape reading quanto a análise técnica analisam tendências de curto prazo. Enquanto que a análise técnica faz a leitura do passado, o Tape Reading mostra a origem do que causou esse comportamento.

A análise técnica, por sua vez, utiliza os gráficos completos e atualizados, referentes aos preços dos ativos, como você aprendeu nesse artigo.

Portanto, o tape reading implica em seguir os fluxos das operações, enquanto a análise técnica busca identificar padrões para antecipar os movimentos do mercado.

Conclusão

A análise técnica é uma entre muitas ferramentas de análise do mercado financeiro.

Através da identificação e interpretação de padrões visuais nos gráficos, a análise técnica permite que o investidor antecipe os movimentos do mercado financeiro.

A análise técnica é uma ferramenta complexa e baseada em inúmeros conceitos. Nesse artigo, você aprendeu o básico para compreender como essa estratégia funciona. Porém, ainda há muito para estudar.

Conhecer os principais métodos para decidir quais os melhores ativos do mercado é muito importante. Então, continue lendo nossos artigos e fique cada vez melhor:

Análise Técnica – O Que É e Como Funciona Essa Ferramenta Financeira

A análise técnica, provavelmente, já um termo que pessoas que estudam a Bolsa de Valores já se depararam.

No entanto, muitos não fazem a menor ideia do que isso significa. E, é sobre isso que iremos falar nesta postagem.

Muitas vezes, essa ferramenta também é chamada de Análise Gráfica, e ela tem como função maximizar os lucros.

Ao mesmo tempo que, minimiza os riscos. Uma vez que, ela analisa a movimentação dos preços descritos m um gráfico.

Baseando-se assim, no comportamento do mercado financeiro, excluindo interpretações de notícias ou achismos.

Servindo ainda, para diversos tipos de objetivos. Ou seja, tanto para investimentos de todos os prazos, quanto para Day Trade.

Desse modo, essa ferramenta irá lhe auxiliar, capacitando através de uma maior consciência de possibilidades/oportunidades.

Sabendo então, escolher de forma mais segura e prudente seus investimentos. Então, confira este artigo, pois, iremos tirar suas dúvidas sobre o assunto!

Índice de Conteúdo

O Que É Análise Técnica?

Podemos definir então, Análise Técnica como um estudo da movimentação do mercado financeiro através de gráficos.

Que demonstram as variações dos preços de ações/ativos da Bolsa de Valores. Tem como objetivo, a previsão de futuras movimentações.

Isso porque, essas análises se baseiam nos preços levando em consideração o equilíbrio entre os seguintes fatores:

Se tornando útil para a previsão de cenários em qualquer mercado. Uma vez que, ela olha este, observando suas oscilações e comportamentos.

Apesar de existirem outras análises, como a Fundamentalista, essa é a mais indicada aos investidores.

Pois, ela é capaz de prever com maior eficácia, quando o preço de um ativo irá cair, subir ou se manter. Independentemente do prazo escolhido.

Já que, existem pessoas que desejam se livrar rapidamente de uma posição, ou aproveitar oportunidades que surgem diariamente/ao longo da semana.

Surgimento: A Teoria De Dow

Desse modo, para entender o surgimento da Análise Gráfica, precisamos falar sobre a Teoria de Dow que é a sua responsável.

Essa teoria, que surgiu há mais de 100 anos, teve Charles Dow como seu criador. Um colunista e co-fundador norte-americano do The Wall Street Journal.

Na época, esse jornal era um dos mais respeitáveis sobre economia, e os conhecimento e estudos de Dow, forneceram base para essa análise.

Isso porque, ele estudava sobre a repetição de movimentos históricos de preços. Nos quais, ele foi capaz de perceber características que criaram 6 fundamentos:

1. Índices:

Eles descontam tudo, refletindo no mercado financeiro. Ou seja, quando uma ação da Bolsa está em baixa ou em alta, isso estará representado nos índices do mercado. Por exemplo, se um índice cai, diversos ativos serão atingidos negativamente por isso.

2. As 3 Tendências:

O mercado possui 3 tendências, primária (dominante), secundária (seguindo a primária ao longo do tempo devido as altas e baixas) e uma terciária (forma entre as outras duas). Por exemplo: quando um ativo sobe em determinado momento do dia, mas, está em queda a um longo tempo.

3. Tendência Primárias e Suas 3 Fases:

Essa tendência possui ainda, 3 fases representadas pela acumulação, participação pública e distribuição. Sendo assim, respectivamente, um sinal de reversão para alta que caracteriza o momento ideal de compra. A segunda é quando há tendência de alta nos preços, pela compra de investidores. E a última, é quando a sua alta vira notícia, trazendo mais investidores ao mercado e outros começam a se desfazer de sus posições.

4. Médias e Índices:

Estes devem se confirmar, através de um índice mais abrangente e de um complementar, seguindo a mesma tendência. Pois, existem diversos deles divididos por setores.

5. Volume e Tendência:

Aqui o primeiro deverá confirmar o segundo em casos de tendência de alta. Pois, o volume de negociações aumenta. Enquanto que, nos casos de baixo acontece o contrário, sua diminuição. Mas, em suas análises esse era o fator menos importante, já que Dow considerava o fechamento dos preços.

6. Tendência e Sinais de Reversão:

A primeira só ocorre quando houve a segunda. Observando o gráfico, é possível observar quando uma tendência irá mudar ou se mante, através de candles e indicadores.

Mas, vale lembrar, que Teoria de Dow tinha como base a identificação de grandes e importantes movimentos no mercado de ações.

Sem avaliar então, os sinais de compra e venda dentro dele. E, como isso surgiu a Análise Técnica, para suprir essa falta em sua teoria.

Através assim, de seus indicadores que preveem as tendências com mais eficiência, facilitando a decisão de investidores!

Análise Técnica E Seus 3 Fundamentos

Desse modo, como falamos acima, a Análise Técnica surge para “complementar” a Teoria de Dow e suas faltas.

Logos, os 6 fundamentos dessa teoria, originaram apenas 3 na análise. Devido ao destaque e relevância de alguns fundamentos para leitura de gráficos pelos investidores.

Possibilitando assim, que sejam feitas interpretações para compra e venda, saída e outras características relacionadas as movimentações nos preços.

1. Movimentações Descontam Tudo:

Sendo assim, o mais fundamental entre todos, ela é importante para entender a Análise Técnica por inteira.

Desse modo, esse fundamento diz que o investidor deve prestar atenção apenas na movimentação de preços.

Uma vez que, tudo que o afeta já terão sido descontados pelo mercado. Refletindo assim, no seu preço atual no mercado.

Logo, o investidor não precisa se preocupar com fatores de influência para analisar um gráfico e fazer suas previsões.

Já que essas variações já apresentam de forma embutida, essa influência (desconto). Ou seja, os preços são reflexos de um equilíbrio ente oferta e demanda.

  • Quando a demanda é maior que a oferta, o preço aumenta;
  • Quando a demanda é menor que a oferta; o preço cai.

Então, no primeiro caso mostrado os fundamentos estão em alta. Enquanto que, no segundo, os fundamentos se encontram em baixa.

Sendo assim, não é o gráfico quem movimento o mercado, mas sim, as forças deste que são refletidas no gráfico.

Por isso, é importante seguir apenas as forças. Já que elas indicam o sentido mais lógico de ser seguido, independentemente dos motivos.

2. Preços São Movidos Por Tendências:

Além disso, o investidor deve se voltar ainda as tendências e sua formação no momento inicial.

Pois, ela permite uma melhor decisão para vendas, compras, entradas ou saídas dentro do mercado. Levando em conta as 3 tendências existentes, que falamos antes.

Ou seja, é fundamental aprender a identificar e seguir tendências, através das movimentações de preços no mercado.

Mas, de preferência desde o momento inicial. Tornando assim, possível fazer negociações no mesmo sentido que esta se encontra.

Com isso, o ideal é seguir uma tendência já existente, até que haja de sinais de reversão, utilizando indicadores.

3. A História Reflete A Si Mesma:

Por fim, podemos falar que a Análise Técnica se volta também ao estudo da psicologia humana.

Afinal de contas, os padrões gráficos representam a situação psicológica do mercado, certo? Logo, se eles funcionaram de forma eficaz no passado,

Em geral, eles irão funcionar bem para previsões futuras dos preços, sendo assim, nada mais do que uma repetição.

Ou seja, isso tudo se reflete ainda nas compras e vendas de investidores. Que são representados nos padrões gráficos a serem analisados.

Vantagens Da Análise Técnica

Muitas pessoas, se perguntam se essa análise realmente funciona, pois, ficam na dúvida de utiliza-la ou não.

Desse modo, podemos dizer que sim, desde que ela seja usada de forma correta. Ou seja, para entender prováveis movimentações de preços.

Que irão permitir então, que essas possibilidades se transformem em oportunidades a serem tomadas (decisões).

Lembrando ainda, que não existe nenhum tipo de análise que possa dar certeza nas previsões. Entretanto, isso não tirar a utilidade desse método.

Logo, é preciso sempre estudar bastante e colocar em prática o que se aprende, valendo o mesmo para a Análise Gráfica.

Pois, apenas assim é possível se desenvolver como investidor. Se tornando então, mais preparados para realizar operações e identificar riscos com a:

  • Compra e venda;
  • Entrada e saída.

Quais São As Vantagens Dessa Ferramenta De Análise?

Apesar então, de ser uma análise de investimentos como outras diversas, ela possui duas grandes particularidades.

  • Flexibilidade: todo tipo de mercado passa por tendências mais fortes (quentes) e pelas mais indefinidas (frias). Mas, existem diversos mercados existentes, por isso sempre existe um no qual, a tendência se mostra uma oportunidade vantajosa. O mesmo, não acontece quando usamos a análise fundamentalista, pois, ela é focada em setores específicos. Logo, a Análise Técnica permite uma maior obtenção de lucros, o que pode ser empregada também, no mercado de Bitcoins.
  • Visão Ampla: além disso, outra vantagem dessa análise é que ela oferece uma visão geral de todos os mercados. Pois, seus movimentos costumam estar correlacionados, sendo possível determinar melhor as condições atuais, evitando o erro de se olhar apenas um aspecto (nicho) no mercado financeiro.

Conclusão

Neste artigo, falamos sobre a Análise Técnica, uma ferramenta de análise financeira que acompanha e identifica movimentações de preços.

Podendo assim, apesar de ser o foco principal, ser utilizada muito além da Bolsa de Valores. Uma vez que, ela se atenta aos preços sem especificações.

Com essa análise é possível acompanhar o mercado, suas variações e oscilações, de modo a prever o possível sentido a ser seguido.

Logo, se você quer aprender mais sobre negociações e transações, vale apostar nessa ferramenta.

Além disso, se você deseja construir sua independência financeira, com base em pessoas que já a alcançaram. Clique aqui e mude sua vida agora mesmo!

Se você ainda possui alguma dúvida, deixe-a nos comentários para que possamos esclarecer. E, compartilhe para que mais pessoas se beneficiem.

Análise Técnica. Como Ela Funciona?

Neste blog, muitas vezes discutimos a análise técnica e suas peculiaridades, fornecendo estratégias e explicando como os indicadores funcionam. Contudo, nem todos os traders, especialmente aqueles que acabaram de começar a explorar os mercados financeiros, entendem o que é a análise técnica e por que é importante usá-la. Além disso, mesmo traders que se consideram especialistas podem achar este artigo útil.

O que é análise técnica?

A análise técnica é uma tentativa de compreender e prever movimentos futuros de preços com base no desempenho passado da ação do preço. Como qualquer previsão, a análise técnica não é 100% precisa e pode fornecer sinais falsos. Contudo, este método visa a revelar o resultado mais provável com base nas condições atuais.

Ações, moedas, criptomoedas, commodities, índices e ETFs podem ser sujeitos à análise técnica. Em outras palavras, os princípios da análise técnica são universais e podem ser aplicados a qualquer instrumento/ativo. Mais do que isso, todos os ativos podem ser analisados usando as mesmas ferramentas (indicadores).

Menu de indicadores técnicos e onde encontrá-lo

Como ela funciona?

A análise técnica funciona para ativos em que o preço é influenciado pela lei de oferta e procura e não funciona para títulos em que os preços são regulamentados de outra forma (por exemplo, por decretos políticos).

Além disso, existem várias premissas que precisam ser verificadas para que o instrumento de análise técnica funcione adequadamente.

Alta liquidez. O ativo subjacente deve ser negociado em volumes suficientes. Ativos de baixa liquidez são mais fáceis de manipular e mais difíceis de serem negociados em geral. Fatores associados à negociação de baixa liquidez tornam-na inadequada para a análise técnica.

Nenhuma mudança artificial de preço. Um desdobramento de ações, sendo uma mudança artificial de preço, não afeta o valor intrínseco da empresa, mas altera drasticamente o preço das ações. Tais eventos não podem ser abordados por meio da análise técnica.

Nenhuma notícia extrema. Certos eventos, como um ataque terrorista e o desaparecimento do CEO de uma empresa, não podem ser previstos, obviamente, por meio de análise técnica.

Princípios básicos

O preço inclui tudo. Analistas técnicos acreditam que a ação do preço reflete totalmente todas as informações publicamente disponíveis. Em outras palavras, todos os eventos passados e anúncios sobre os eventos futuros já foram refletidos pelo preço do ativo. O preço, portanto, reflete o justo valor do ativo subjacente. Essa informação é então usada para prever o futuro.

Movimentos de preços não são totalmente aleatórios. Há períodos em que os preços tendem em uma direção e períodos em que os preços simplesmente não tendem. Analistas técnicos acreditam que é possível identificar tendências, tanto de curto quanto de longo prazo, com a ajuda de indicadores.

“O quê?” é mais importante que “por quê?”. “Qual é o preço” e “qual será o preço”, geralmente, são as únicas questões que os técnicos se perguntam. Embora a análise fundamental esteja preocupada com a razão das flutuações de preço, os analistas técnicos não estão. Para eles, os preços sobem quando a demanda ultrapassa a oferta, e é isso.

Como usar a análise técnica na prática?

Muitos especialistas em análise técnica aplicam a abordagem de cima para baixo, primeiro avaliando índices amplos, depois separando setores e, só então, passando para ações individuais. Não importa qual ativo e em que período você o analisa, os passos que você seguirá serão aproximadamente os mesmos. Primeiro, você precisa identificar a tendência (por exemplo, com a Média Móvel ou o Alligator). Então, você deve identificar os níveis de suporte e resistência, os limites superior e inferior que o preço não pode ultrapassar em determinado período (aqui, uma linha horizontal pode ser de grande ajuda). Em seguida, você precisa identificar o ímpeto (por exemplo, usando o MACD ou qualquer outro oscilador) e os pontos de entrada/saída ideais. Por fim, você terá que reunir todos os dados acima mencionados e usá-los para fazer uma previsão.

O gráfico de preços com Alligator, Awesome Oscillator e linhas horizontais aplicadas

Conclusão

Especialistas no campo da análise técnica consideram que 80% do mercado podem ser explicados pela psicologia e apenas 20% pela lógica. Portanto, é importante aprender a interpretar sinais que você recebe do mercado, mas lembre-se que leva tempo para aprender e dominar a análise técnica.

OBSERVAÇÃO: Este artigo não é um aconselhamento de investimentos. Quaisquer referências a movimentos ou níveis históricos de preços são meramente informativas e baseadas em análises externas, e não garantimos que tais movimentos ou níveis provavelmente se repitam no futuro.
Em conformidade com os requisitos da Autoridade Europeia dos Valores Mobiliários e dos Mercados (ESMA), a negociação de opções binárias e digitais só está disponível para clientes categorizados como clientes profissionais.

AVISO GERAL DE RISCOS

CFDs são instrumentos complexos e trazem consigo um alto risco de perder dinheiro rapidamente devido à alavancagem.
87% das contas de investidores de varejo perdem dinheiro quando negociam CFDs com este provedor.
Você deve considerar se entende como os CFDs funcionam e se você pode correr o risco de perder seu dinheiro.

Melhores corretores de opcoes binarias 2020:
  • BINOMO
    BINOMO

    O melhor corretor!
    Conta demo gratuita e treinamento para iniciantes!
    Inscreva-se bonus!

  • FINMAX
    FINMAX

    Corretor de opcoes binarias confiavel! Boa resposta!

Like this post? Please share to your friends:
Investimento em opções binárias
Deixe uma resposta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: